Melhora vazão de água, diz ONS

A região Central do país, sobretudo o Sul de Minas, é considerada fundamental para a capacidade dos reservatórios hídricos

iG Minas Gerais |

BRASÍLIA. O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, afirmou ontem que a previsão de chuva no curto prazo é favorável. Além disso, a incidência de chuvas dos últimos dias contribuiu para reduzir o nível de absorção de chuva pelo solo seco. Ou seja, a chegada das chuvas já começa a se converter em vazão de água de forma efetiva, ao contrário do que ocorria até semanas atrás.  

“Uma frente entrou, mas ainda está mais a oeste da região Central do país. Mas ela deve chegar à região Central, e amanhã (hoje) já estará na região de Minas”, afirmou Chipp.

A região Central do país, sobretudo o Sul de Minas, é considerada fundamental para a capacidade dos reservatórios hídricos.

A chegada de chuvas deve contribuir para a recuperação dos reservatórios, realidade que será facilitada pela ocorrência de chuva nos últimos dias e contribuiu para reduzir consideravelmente a necessidade de absorção da água por áreas onde o solo estava seco. “Até dez dias atrás, a relação entre chuva e vazão estava em 50%. Ou seja, se chovesse a média, a afluência seria de apenas 50%. A transição para o início do período chuvoso deixou o sistema com uma relação chuva e vazão perto de um para um”, revelou Chipp. Nesse cenário, a capacidade de conversão de chuva em reservatórios deve crescer nos próximos dias.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave