Poupança registra menor entrada de recursos

É a menor baixa para novembro em três anos; com nova alta dos juros, aplicação já perde atratividade

iG Minas Gerais |

Investir na  poupança está perdendo terreno pela alta dos juros
LEONARDO LARA/OTEMPO
Investir na poupança está perdendo terreno pela alta dos juros

Brasília. A caderneta de poupança parece estar atraindo menos os brasileiros agora no fim de ano. Em novembro, os depósitos na aplicação superaram os saques em R$ 2,53 bilhões, mas foi a menor entrada líquida de recursos para meses de novembro desde 2011, quando houve o ingresso de R$ 30 milhões da caderneta, segundo dados divulgados pelo Banco Central (BC).

No acumulado dos 11 primeiros meses de 2014, os depósitos na poupança superaram as retiradas em R$ 18,6 bilhões – a menor entrada de recursos para este período do ano também desde 2011, quando R$ 10,59 bilhões entraram na caderneta.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, houve queda de 69% (em relação ao ingresso de R$ 59,84 bilhões em 2013).

Em novembro, ainda segundo o BC, os depósitos na caderneta de poupança somaram R$ 139,26 bilhões, enquanto os saques registrados na aplicação foram de R$ 136,73 bilhões.

Cenário. O cenário econômico atual, com alta da inflação e do nível de endividamento das famílias, tem contribuído para a queda no volume de entrada de recursos na caderneta de poupança neste ano, segundo análise de economistas

Além disso, o processo de aumento dos juros básicos da economia (a Selic) também contribui para a perda de atratividade da poupança frente aos fundos de renda fixa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave