BC da Europa mantém juros e reduz previsão de crescimento

Banco tenta reduzir o risco de recessão e evitar a deflação no bloco

iG Minas Gerais | Folhapress |

O BCE (Banco Central Europeu) manteve sua principal taxa de juros, após reunião realizada nesta quinta-feira (4), em meio às pressões para impedir que o bloco entre em recessão.

Na reunião, a instituição manteve sua principal taxa de refinanciamento, que determina o custo do crédito na economia, em 0,05 por cento.

Já as previsões de crescimento da zona do euro foram revisadas para baixo, com projeção de 0,8% para o PIB neste ano, de 1% em 2015 e de 1,5% em 2016. As previsões anteriores eram de 0,9%, 1,6% e 1,9%, respectivamente.

Também houve recuo na previsão de inflação. Segundo a instituição, as projeções são de 0,5% para este ano, 0,7% para 2015 e 1,3% para 2016, ante as previsões anteriores de 0,9%, 1,1% e 1,4%.

"O BCE intensificou a preparação de novas medidas de apoio à economia da zona do euro", disse o presidente do banco, Mario Draghi.

Leia tudo sobre: banco central europeurecessãoeconomia