Para Lula, declaração de empresário é fantasiosa

Em acordo de delação premiada, o executivo Augusto Ribeiro de Mendonça Neto afirmou que parte da propina paga para o ex-diretor de Engenharia e Serviços da Petrobras Renato Duque eram "doações oficiais ao Partido dos Trabalhadores"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Lula apareceu em propaganda eleitoral de Dilma
Reprodução / YouTube
Lula apareceu em propaganda eleitoral de Dilma

O presidente Lula criticou, nesta quarta-feira (3), declaração de executivo da Toyo Setal a respeito do escândalo de corrupção na Petrobras.

Em acordo de delação premiada na Operação Lava Jato, o executivo Augusto Ribeiro de Mendonça Neto afirmou que parte da propina paga para o ex-diretor de Engenharia e Serviços da Petrobras Renato Duque eram "doações oficiais ao Partido dos Trabalhadores".

Outras formas foram "parcelas em dinheiro" e "remessas em contas indicadas no exterior".

"Eu estou pensando em conversar sobre isso qualquer dia desses, pra colocar algumas verdades no lugar", afirmou ao ser questionado sobre o assunto após participar de seminário em Guayaquil, no Equador.

Questionado se achava a declaração fantasiosa, respondeu: "Eu acho".

O ex-presidente ainda se mostrou reticente diante da divulgação da informação. "Como a delação é sigilosa, só a polícia e o procurador que sabem, sabem tudo isso. Se é sigilo, eu estou estranhando como é que está vazando o sigilo. A quem interessa e quem está promovendo isso", afirmou.

Os depoimentos foram divulgados pela Justiça Federal nesta quarta (3), após pedido da defesa de empreiteiros presos na Operação Lava Jato.

Lula participou na noite de hoje de seminário sobre a integração da América do Sul. O evento acontece em paralelo à cúpula