Adolescente se arrepende de encontro amoroso e mata homem a facadas

Menor de 15 anos e vítima se conheceram em site de relacionamento; à polícia, ele disse ter ficado nervoso por ser essa sua primeira experiência homossexual; duas facas e máscara do "Jason" foram apreendidas

iG Minas Gerais | Gustavo Lameira |

Facas e máscara usada por personagem de filme de terror foram apreendidas com o suspeito
Divulgação/PM
Facas e máscara usada por personagem de filme de terror foram apreendidas com o suspeito

Um homem de 34 anos foi morto a facadas por se desentender com um adolescente em um encontro amoroso nessa terça-feira (3), em Juiz de Fora, na Zona da Mata Mineira. Rodrigo Dias Cantarutti Dantas conheceu o menor de 15 anos no site de relacionamento Badoo e depois de muitas conversas pelos WhatsApp decidiram marcar um encontro.

Após o crime, o suspeito foi detido por um morador do prédio onde a vítima morava, localizado na avenida Olegário Maciel, bairro Dom Bosco. Vizinhos ouviram  gritos de socorro e perceberam o menor em atitude suspeita, no hall do edifício, tentando deixar o local. Com ele foram apreendidas a faca usada no crime, uma caixa de luvas descartáveis e uma mascara do "Jason", personagem do filme "Sexta-Feira 13", um clássico do cinema terror.

À Polícia Militar (PM), o adolescente contou ter matado Rodrigo por se arrepender do encontro, uma vez que essa seria sua primeira experiência homossexual. O menor disse ter ficado nervoso com a situação quando entrou no apartamento, e o homem começou com as carícias. Suando, ele pediu para ir banheiro lavar o rosto e as mãos, e quando voltou à sala, Rodrigo já estaria só de cueca.

O homem, então, passou a lhe beijar, momento em que o adolescente o empurrou contra a parede e o esfaqueou no pescoço. A vítima ainda tentou fugir para pedir socorro, mas acabou golpeada outras três vezes.

Rodrigo foi encontrado caído no chão do corredor de seu andar. A Polícia e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados, mas quando chegaram ao endereço a vítima estava sem vida. Por ser alugado e nenhum parente ter ido ao local, o apartamento ficou aos cuidados dos vizinhos até a chegada da imobiliária.

O menor foi encaminhado à Delegacia de Plantão de Juiz de Fora, onde a ocorrência foi registrada como Ato Infracional Análogo ao Crime de Homicídio Consumado.

“Ainda não entendemos o que aconteceu”, diz pai de vítima

Na manhã desta quinta-feira (4), o pai de Dantas conversou com a reportagem de O TEMPO e afirmou que ainda não sabe como tudo aconteceu.

“Os outros moradores avisaram a imobiliária, que ligou para a família dele aqui em Barbacena. Assim que ficamos sabendo da notícia”, contou o pai.

Segundo ele, o filho morava em Juiz de Fora sozinho há 16 anos e, além de trabalhar em uma empresa de telemarketing, estudava no município.

“A última vez que estive com meu filho pessoalmente foi no dia 22 de novembro. Na manhã de ontem (quarta), minha irmã conversou com ele por telefone e, aparentemente, estava tudo bem. O Rodrigo não reclamou de nenhum problema”, explicou Dias.

O corpo da vítima foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) nesta quinta e vai seguir para Barbacena, onde será sepultado nesta sexta-feira (6) no Cemitério Boa Morte. 

 

Matéria atualizada às 8h do dia 04/12/2014

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave