Sauer diz que foi indicado por Lula

Ele repetiu algumas vezes que não comentaria declarações de Paulo Roberto Costa, delator do esquema

iG Minas Gerais |

Brasília. O ex-diretor de Gás e Energia da Petrobras Ildo Sauer afirmou ontem, no Congresso, que chegou ao alto escalão da estatal por indicação do Lula (2003-2010).

Sauer foi a Brasília para ser ouvido pela CPI mista da Petrobras. Oposicionistas organizaram um depoimento informal, com os microfones fechados, diante da imprensa – eles fizeram perguntas a Sauer na sala onde ocorre a CPI. Como não se trata de oitiva oficial, as declarações não têm valor legal para a CPI.

O ex-diretor afirmou que nunca participou e jamais soube do esquema de corrupção na Petrobras, onde permaneceu de 2003 a 2007. “A minha diretoria não fazia obras. E se eu soubesse de algumas coisa, teria tomado as medidas que me caberiam”, argumentou.

Ele repetiu algumas vezes que não comentaria declarações de Paulo Roberto Costa, delator do esquema. “O que está acontecendo é uma tragédia: para a Petrobras, para o país, para todo mundo. Fiquei chocado”, afirmou.

O ex-diretor também confirmou a versão de que a compra da refinaria de Pasadena (EUA) fazia parte do planejamento da estatal. O ex-diretor defendeu ainda que, após o escândalo, seja revista a forma como “se recrutam os dirigentes de empresas” públicas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave