Mais de 2 mil pessoas marcam presença em Cantata de Natal da ALMG

A praça Carlos Chagas, fechada há seis meses para obras de revitalização, foi reaberta temporariamente para abrigar o evento

iG Minas Gerais | Raíssa Pedrosa |

Mais de duas mil pessoas, de várias faixas etárias, participaram na noite desta quarta-feira (3) da tradicional Cantata de Natal, organizada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). A praça Carlos Chagas, em frente ao prédio da ALMG, no bairro Santo Agostinho, região Centro-Sul, fechada há seis meses para obras de revitalização, foi reaberta temporariamente para abrigar o evento. Ela foi decorada com peças de material reciclado pensadas e desenvolvidas por artistas plásticos em parceria com organizações de catadores de papel. Nesta quarta também foi inaugurado o presépio, desenvolvido pelo Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR), e a Vila do Papai Noel, instalados no Hall das Bandeiras e na galeria de arte da Assembleia, respectivamente.

“É interessante liberarem a praça para fazer um evento desse. É um espaço muito bom para as crianças, para a cultura na cidade”, aprovou Inez Helena Tuler Braga, 60, que apreciava as atrações.

A Cantata reuniu cerca de 300 vozes de 19 corais, incluindo o Coral da ALMG, Coral Canarinhos de Itabirito, Coral dos Correios, Coral Jovens Cantores do Iemg, Coral do Ministério Público de Minas Gerais, Coral da Orquestra de Câmara do Sesc que cantaram entre outras canções, clássicos do Natal como “Noite Feliz” e “Natal Branco”. Carla Godoy, responsável pelo espaço político e cultural da ALMG, aponta a dimensão que o evento tomou em 11 anos. “É legal ver como uma coisa pequena se torna tão grande. Quando começou, era apenas um coral, só o nosso”, lembra. Zilah França Dias, 82, artista plástica aposentada, diz que não perde a oportunidade de ir ao evento. “Não perco por nada, sempre que tem evento, eu e minha filha viemos aqui, além disso, adoro música”, disse.

O deputado estadual Dinis Pinheiro (PP) demonstrou seu apoio ao evento, acreditando no sentimento de que o Natal trás às pessoas. “Eu espero que ele (o evento) possa tocar os corações de cada um de nós, na descoberta de valores, para construir uma sociedade mais tolerante, mais digna e, acima de tudo mais solidária”, disse. Estiveram presentes também o arcebispo metropolitano Dom Walmor Oliveira de Azevedo, o prefeito Márcio Lacerda (PSB) e o governador do estado Alberto Pinto Coelho (PP).

Visitação

A Vila do Papai Noel  ficará aberta ao público até o dia 6 de janeiro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h. e nos fins de semana das 13h às 21h. Nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1º de janeiro, não abrirá. A praça decorada também fica aberta até o dia 6 de janeiro,  no dia 7 fechará novamente para continuidade das obras.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave