Projeto de trincheira que vai substituir viaduto da Pedro I é entregue

Na próxima sexta-feira acontecerá uma reunião com o Secretário Municipal de Obras de Belo Horizonte, José Lauro Terror, para discutir o projeto

iG Minas Gerais | Viviane Rocha |

Representantes da construtora Consol entregaram nesta quarta-feira (03) à Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), a concepção do projeto de construção da trincheira no mesmo local  do Viaduto do Guararapes, localizado na Avenida Pedro I, região de Venda Nova.

De acordo com o diretor presidente da Consol, Maurício de Lana, na próxima sexta-feira acontecerá uma reunião com o Secretário Municipal de Obras de Belo Horizonte,  José Lauro Terror, para discutir o projeto. "A empresa está cumprindo todas as determinações do Ministério Público de Minas Gerais", explicou Maurício de Lana, que preferiu não dar detalhes do projeto.  Procurada pela reportagem, a  Sudecap afirmou que está discutindo e ajustando o anteprojeto diretamente com a empresa e que novas informações serão divulgadas oportunamente.

A Consol, que foi responsabilizada pela queda do viaduto junto com a Cowan, recebeu em outubro um prazo de 60 dias para apresentar um projeto básico de engenharia para a construção da trincheira numa reunião realizada com a prefeitura da capital, Ministério Público e a Cowan. O  promotor do Patrimônio Público do Ministério Público de Minas Gerais Eduardo Nepomuceno afirmou que só vai se pronunciar sobre o projeto após receber a avaliação feita pela Sudecap.

Nesta quarta também foi montada na Câmara Municipal de Belo Horizonte a Comissão Especial de  estudos relativos à queda de uma das alças do Viaduto dos Guararapes. O vereador Henrique Braga (PSDB) foi eleito presidente da comissão que terá como relator o vereador Juninho Paim (PT). O objetivo da comissão é  investigar as causas que levaram ao desabamento do viaduto . De acordo com Juninho Paim, a comissão precisa definir um cronograma das atividades e definir o eixo da investigação.  "Vamos chamar todos os envolvidos no acidente para dar explicações à população", afirmou. Ainda não há data definida para primeira reunião da comissão especial. A constituição da Comissão Especial foi parte de um acordo  feiro entre a base de governo e a oposição para desobstruir os trabalhos do Plenário no final de agosto. No dia 03 de julho, uma das alças do viaduto  dos Guararapes caiu, matando duas pessoas, além de deixar 23 feridos. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave