Sony Pictures investiga envolvimento norte-coreano em ataque de hacker

Quatro filmes inéditos do estúdio norte-americano vazam na internet; entre as produções roubadas estão longas com Jamie Foxx e Brad Pitt

iG Minas Gerais | GUILHERME ÁVILA |

Remake do musical
Sony Pictures/Divulgação
Remake do musical "Annie", com Jamie Foxx, só chega aos cinemas em 19 de dezembro nos EUA
O estúdio Sony Pictures e o FBI investigam a ação de hackers que liberaram na internet filmes ainda inéditos, como "Corações de Ferro", com Brad Pitt, e um remake do musical "Annie", que só chega aos cinemas em 19 de dezembro. Outros filmes pirateados que também ainda não haviam estreado nos EUA são "Mr. Turner", "Still Alice", e "To write love on her arms".    A Coreia do Norte se recusou a negar que esteja envolvida no ataque ao sistema de computadores da Sony Pictures que aconteceu logo antes da estreia de um filme sobre seu ditador, Kim Jong-un. Questionado sobre o envolvimento do país, o porta-voz norte-coreano respondeu que "as forças hostis estão relacionando tudo à Coreia do Norte. Eu o aconselho a esperar e ver".   Em junho, o governo de Kim Jong-un havia feito reclamação à ONU sobre a comédia "A Entrevista", em que Seth Rogen e James Franco vivem dois repórteres que conseguem uma audiência com o líder asiático e são recrutados pela CIA para matá-lo. A Coreia do Norte descreveu o longa, previsto para estrear no dia de natal, como um ato de guerra e um "patrocínio aberto do terrorismo" e pediu aos Estados Unidos e à ONU para bloqueá-lo.     Assista ao polêmico trailer de "A Entrevista":

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave