Brasileiros vão à final com nadadora quebrando recorde duas vezes

Etiene Medeiros estabeleceu duas vezes a melhor marca sul-americana nos 100m costas; outros brasileiros também disputam medalhas

iG Minas Gerais |

A nadadora brasileira Etiene Medeiros segue se destacando no Mundial de Piscina Curta de Doha, no Catar. Na tarde desta quarta-feira, ela quebrou o recorde sul-americano pela segunda vez nos 100 m costas, com o tempo de 57s13. Pela manhã, a atleta já havia estabelecido uma nova marca com 57s36.

O resultado coloca Etiene na final do Mundial. Em entrevista ao canal SporTV, ela revelou que ficou tensa com a expectativa da classificação, uma vez que foi a quarta colocada em sua bateria. A notícia veio pouco tempo depois com a confirmação de que ela havia feito o sétimo melhor tempo.

“Eu teria que ter invadido em terceiro. Melhorei de hoje de manhã. A segunda virada eu errei, mas deu para ajustar. Dá para corrigir os erros e dar mais confiança”, disse Etiene.

Outros atletas brasileiros também se destacaram. Guilherme Guido foi o primeiro finalista individual do Brasil no 100m costas, com o tempo de 50s12. Guido foi o primeiro de sua bateria e se classificou com o segundo melhor tempo.

“Esse campeonato está bem mais forte. Mas no pódio tenho que nadar para 49s e ir atrás do recorde sul-americano”, disse em entrevista ao SporTV.

Felipe França conseguiu a vaga na decisão nos 100m peito, com o segundo melhor tempo, nadando 57s21 e Marcos Macedo estará na final do 100m borboleta, com a terceira melhor parcial, cravando 50s03. Quem decepcionou foi Nicolas Santos, que conseguiu apenas o 14º tempo no nado borboleta e acabou eliminado da final. 

Leia tudo sobre: Mundialnatacaodohacatarbrasileirosdestaquesquebrarecordesulamericano