Israel terá eleições legislativas antecipadas

Ministros do centro foram destituídos diante da alegação de falta de governabilidade junto da atual coalizão

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

As eleições legislativas antecipadas convocadas pelo primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu, depois de destituir os ministros de centro, acontecerão em 17 de março, anunciou o porta-voz da Knesset (Parlamento).

"Após consultas entre diversos partidos, foi decidido que as eleições acontecerão em 17 de março", afirmou o porta-voz Eran Sidis.

A data constará no projeto de lei de dissolução do Parlamento que começará a ser examinado nesta quarta-feira.

Nesta terça-feira Netanyahu convocou eleições antecipadas, alegando que não tinha condições de seguir governando o país ante as críticas a sua política apresentadas pelos centristas da coalizão.

O primeiro-ministro anunciou as saídas do governo dos ministros das Finanças, Yair Lapid (centro-direita), e da Justiça, Tzipi Livni (centro-esquerda).

As pesquisas mais recentes apontam Netanyahu como o provável vencedor das eleições antecipadas. Ele já ocupou o cargo de primeiro-ministro em três ocasiões.

A legislação israelense prevê que o Parlamento pode continuar votando leis após a adoção de uma lei de dissolução.

Mas o polêmico projeto de lei apoiado por Netanyahu para definir Israel como "Estado nação do povo judeu" praticamente não tem possibilidade de ser aprovado antes das eleições em consequência da oposição dos centristas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave