Mulher não aceita uso de terreno por traficantes e é executada em casa

Filho da vítima estava na residência no momento do crime, nesta madrugada; suspeitos usavam máscara similar a do personagem Coringa; até o momento, ninguém foi preso

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Uma mulher foi executada a tiros, na madrugada desta quarta-feira (3), dentro de casa, em Igarapé, na região Central de Minas Gerais. A principal suspeita da PM é de que o crime tenha sido cometido por traficantes ou a mando deles, já que, segundo informações colhidas pelos militares, a vítima já teria se desentendido com criminosos da região.

De acordo com uma testemunha, por volta das 5h, dois homens chegaram na casa de Vera Lúcia de Jesus, 45, na rua Joaquina Lopes de Oliveira, no bairro Jardim Roseira, bateram na porta e atiraram contra ela. As balas não chegaram a atingir ninguém dentro do imóvel e se alojaram no piso da cozinha.

Cerca de 30 minutos depois, os suspeitos retornaram ao local e desta vez arrombaram uma porta, adentraram na residência e atiraram várias vezes contra ela. O filho dela, de 17 anos, estava na casa no momento do crime.

A dupla fugiu e até o momento não foi localizada. Os homens usavam máscaras similares ao personagem Coringa.

A vítima chegou a ser socorrida para uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) na cidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo a PM, a motivação do crime pode ser um desentendimento que a mulher teve com traficantes do local, visto que ela não queria mais que eles usassem o terreno dela como rota de fuga.

Leia tudo sobre: tirosmulhercasaexecuçãotraficantes