Candidatos negam ofertas para assumir presidência da Casa

iG Minas Gerais |

O candidato da base do prefeito Marcio Lacerda (PSB), Wellington Magalhães (PTN), e o da oposição, Juninho Paim (PT), negam que tenham oferecido ou autorizado a oferta de vantagem em troca de apoio.

“Não aconteceu nada disso. Não somos uma candidatura de aventureiros. Não vamos vender ilusão, mas valorizar os vereadores”, disse Magalhães, que garante que será um presidente “presente”, em clara provocação ao atual chefe do Legislativo, Léo Burguês (PTdoB), com quem está rompido.

Ao ser questionado se ofereceu cargos na prefeitura com o aval de Marcio Lacerda, disse: “Cargos na prefeitura, sim”. Depois, negou: “Não disse isso. Não posso prometer cargos na prefeitura, não estou lá”, corrigiu.

Juninho Paim também se mostrou surpreso com as acusações. “Prefiro acreditar que isso é mentira de alguém que está querendo plantar isso. É um absurdo. Se fosse oferta de cargo no Estado, passaria pelo PT, e eu não soube de nada disso”, garantiu. (TT)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave