Feira Nacional de Artesanato começa hoje no Expominas

Evento terá artesãos brasileiros, indígenas e estrangeiros

iG Minas Gerais | Da redação |

Compras. Serão 1.200 estandes com produtos de 7.000 artesãos
O TMEPO
Compras. Serão 1.200 estandes com produtos de 7.000 artesãos

Visitar a 25ª edição da Feira Nacional de Artesanato no Expominas (Avenida Amazonas, 6.030, Gameleira) pode ser, além de um ótimo exercício para as pernas, um bom negócio. O evento será aberto hoje com 7.000 artesãos, 1.200 estandes e cerca de 50 mil itens à venda. Para entrar na feira, o visitante deve pagar R$ 10.

“Tem de tudo, desde produto que custa centavos, a obras de arte mais caras, mas a maioria fica na faixa de R$ 20 a R$ 30. Então, é uma oportunidade para comprar um presente diferente e barato para o Natal”, diz a realizadora da feira e presidente do Instituto Centro Cape (ICCAPE), Tânia Machado.

A expectativa é que cerca de 180 mil pessoas passem pela feira até o dia 7 de dezembro, quando o evento termina, e que R$ 60 milhões a R$ 80 milhões sejam gerados em negócios. “O tíquete médio do lojista fica na faixa de pouco mais de R$ 2.000. Já o do visitante, gira em torno de R$ 300”, afirma Tânia. Uma das novidades desta edição é o foco em capacitação, com consultorias tanto para artesãos, quanto para visitantes, além do “Espaço Reciclados”, onde os próprios visitantes podem criar produtos a partir de materiais reaproveitáveis.

Há expositores de todos os Estados do país, além de estrangeiros e indígenas. “Mais de 150 índios de cerca de 40 etnias diferentes já confirmaram presença”, diz Tânia. Conforme a legislação ambiental, eles só podem comercializar produtos originais de suas tribos e que não prejudiquem o meio ambiente.

Serviço

Quando. De 3 a 5 de dezembro, a feira acontece de 14h às 22 horas. Dia 6, sábado, a feira abre de 10h às 22 horas. No domingo, dia 7, o horário é de 10h às 21 horas. O ingresso custa 10 reais.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave