Doadores de sangue recebem premiação

iG Minas Gerais | Viviane Rocha |

O hemocentro de Belo Horizonte homenageou nesta terça-feira cerca de 300 doadores e parceiros da unidade. O evento foi a última ação da Semana Nacional do Doador Voluntário de Sangue e foi realizado no Museu Inimá de Paula. Segundo a captadora do hemocentro da capital Cintia Calu, a diplomação é um reconhecimento pelo ato de nobreza dos doadores. “É uma noite de gala para pessoas que são valiosas para o Hemominas”, afirmou servidora.

Os homenageados receberam diplomas com cores diferentes. “De dez a 14 doações, o doador recebe o diploma Azul; de 15 a 24, o diploma Bronze; de 25 a 34, o diploma Prata; 35 a 49 doações o diploma Ouro; e o doador com mais de 50 doações, o diploma Diamante.”

O operador de máquinas Roberto Cortês, 47, recebeu o diploma Ouro pelas 48 doações feitas desde 2002. “Sempre tive vontade de ajudar as pessoas, e é importante que elas doem sangue para quem necessita”.

Para doar sangue, basta ter mais de 16 anos (o adolescente pode doar sangue com a autorização do responsável legal), pesar mais de 50 kg e ter boa saúde. O horário deve ser agendado pelo telefone 155.

Procura

Balanço. Até outubro de 2014, as 21 unidades do Hemominas no Estado receberam 295.143 candidatos a doadores de sangue. Já na capital, 71.083 possíveis doadores foram ao hemocentro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave