Estressado, Youssef tem alta

iG Minas Gerais |



Youssef já havia sido internado na véspera do segundo turno eleitoral
Reproducao / Revista Epoca
Youssef já havia sido internado na véspera do segundo turno eleitoral

Curitiba. Internado desde sábado no Hospital Santa Cruz, em Curitiba, o doleiro Alberto Youssef teve alta na tarde de ontem. Com isso, um dos principais operadores do esquema revelado pela operação Lava Jato retornou à carceragem da Polícia Federal (PF), onde está desde março.

Youssef, que tem uma cardiopatia grave, apresentou febre e dores abdominais no sábado. Ele foi levado ao hospital porque o quadro não foi revertido pelo atendimento médico da unidade. O doleiro foi submetido a uma tomografia e outros exames.

Essa foi a quarta internação de Youssef desde que foi preso em março, acusado de ter lavado dinheiro desviado da Petrobras. O doleiro tem um problema grave no coração, mas o estresse é que teria agravado sua saúde. Desde a prisão, ele emagreceu 16 quilos.

Discussão. No fim de outubro, Alberto Youssef quebrou um vidro do parlatório da carceragem da PF em discussão com um advogado, que acabou bancando o conserto. A defesa diz que a atitude foi pontual.

O parlatório é um espaço onde os presos podem conversar por telefone com advogados e visitantes separados por um vidro. Youssef teria se irritado com o advogado e batido com os pulsos no vidro, que rachou. Uma parte virou estilhaços. A defesa afirma ter indenizado a PF em cerca de R$ 350.

Youssef tem lido de cinco a 15 livros por semana, entre eles “O Homem que Matou Getúlio Vargas”, de Jô Soares, e “Estrela Solitária”, biografia de Mané Garrincha escrita por Ruy Castro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave