Campanha de eleito em MG foi a mais cara

iG Minas Gerais |

Brasília. Os candidatos que disputaram uma vaga de governador neste ano gastaram, juntos, R$ 1,146 bilhão com suas campanhas. Os valores, informados na prestação de contas dos partidos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), incluem, por exemplo, custos com viagens e programas de TV.

O campeão individual de gastos entre os 163 candidatos foi o petista Fernando Pimentel, eleito governador de Minas Gerais. Sua campanha custou R$ 52,2 milhões.

Pimentel derrotou o tucano Pimenta da Veiga (que gastou R$ 43,1 milhões). Os altos valores espelharam a disputa nacional, também polarizada entre o PT de Dilma Rousseff e o PSDB de Aécio Neves.

Quando considerada a soma de gastos de todos os candidatos, São Paulo teve a campanha mais cara do país: R$ 111,5 milhões, seguido do Ceará (R$ 103,9 milhões) e de Minas Gerais (R$ 97,9 milhões).

Custo por voto

Mais caros. Roraima (299 mil eleitores) teve o voto para governador mais caro do país: R$ 47,81 por eleitor, seguido de Mato Grosso do Sul (R$ 33,80) e do Amazonas (R$ 26,35).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave