Mulher morre ao ser atingida por bala perdida em visita a cemitério

Segundo familiares, Célia Maria Santos Peixoto foi até o Caju para visitar o túmulo de seu neto, morto em 2013; quando tinha 14 anos; suspeitos foram abordados por policiais de UPP e revidaram; ninguém foi preso

iG Minas Gerais | Da Redação |

Uma mulher de 56 anos morreu na tarde desta segunda-feira (1º) após ser atingida por uma bala perdida nas na região do crematório do Caju, bairro da zona norte do Rio. Segundo familiares, Célia Maria Santos Peixoto iria, acompanhada de dois filhos, ao cemitério do Caju para visitar o túmulo de seu neto, Alexsandro Lima, que foi vítima de um acidente de motocicleta em 2013, quando tinha 14 anos.

De acordo com a CPP (Coordenadoria de Polícia Pacificadora), responsável pelas Unidades de Polícia Pacificadora, por volta das 15h policiais da UPP do Caju foram abordar um Honda Fit grafite suspeito, nas proximidades do crematório, quando os passageiros do veículo atiraram contra os policiais.

Ainda de acordo do relato da CPP, os agentes revidaram e os criminosos fugiram em direção à avenida Brasil, uma das vias mais movimentadas da cidade. No confronto, além de Peixoto, um homem de 42 anos foi baleado. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro da capital fluminense.

Os agentes da UPP registraram a ocorrência na 17ª DP (São Cristóvão), mas, segundo a Polícia Civil, a investigação do caso ficará a cargo da Divisão de Homicídios.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave