Confusão em confraternização de empresa alimentícia termina em morte

Um rapaz de 21 anos assassinou um colega de trabalho a facadas após ser agredido dentro do vestiário da indústria

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Um rapaz de 20 anos assassinou um colega de trabalho, na madrugada desta segunda-feira (1º), no interior do vestiário da fábrica em que trabalhavam, em Visconde do Rio Branco, na Zona da Mata, após um desentendimento na festa de confraternização da empresa, ocorrida no último sábado (29), no Parque de Exposições da cidade.

Conforme a Polícia Militar (PM), o caso foi registrado por volta das 4h30 no interior da indústria alimentícia. O suspeito alega que foi agredido pela vítima, de 25 anos, dentro do vestiário e em seguida pegou uma faca e desferiu alguns golpes contra o homem, que acabou não resistindo aos ferimentos e morreu no local.

O suspeito foi preso em flagrante ainda na empresa e, assim que foram consultados os dados pessoais, a PM constatou que haviam mandados de prisão em aberto contra ele. Ele foi levado para a delegacia da cidade, onde prestou depoimento. Segundo a Polícia Civil (PC), o jovem foi condenado pela Justiça por dois furtos e uma receptação.

Rixa antiga

Durante o depoimento, o suspeito explicou que já existia uma rixa antiga entre eles, alegando que desde sempre era agredido pela vítima, que era muito mais forte do que ele. "No sábado, durante a festa da empresa, o rapaz que foi assassinado estava dançando com a irmã da namorada do suspeito, o que acabou gerando uma briga entre um amigo dele e a vítima. O autor do homicídio apenas tentou separar a confusão, o que reacendeu a rixa antiga deles", explicou o investigador Gustavo Galvão.

Nesta segunda-feira, já no trabalho, a vítima foi tirar satisfação por conta da situação ocorrida na festa e teria agredido o autor no vestiário. "Ele teria ficado revoltado, pegou a faga e deu várias facadas no colega de trabalho. O suspeito nem sequer tentou fugir da cena do crime", disse o policial.

O preso será encaminhado ao Presídio de Visconde do Rio Branco.