Prêmio em Mar del Plata

Longa “Branco Sai. Preto Fica” foi agraciado na competição latino-americana do festival

iG Minas Gerais |

Vítimas. Produção de Adirley Queirós retrata jovens da periferia, vítimas da violência policial na década de 1980
Vitrine Filmes/Divulgação
Vítimas. Produção de Adirley Queirós retrata jovens da periferia, vítimas da violência policial na década de 1980

O filme brasileiro “Branco Sai. Preto Fica” venceu a competição latino-americana do Festival de Cinema de Mar del Plata, na Argentina.

Dirigido por Adirley Queirós, o longa mostra as vidas de três jovens que foram vítimas da violência policial na década de 1980 e que vivem na periferia de Brasília. “Branco Sai. Preto Fica” foi escolhido como o melhor filme do Festival de Brasília deste ano.

O filme turco “Come to My Voice”, dirigido por Huseyin Karabey, levou o prêmio principal e do público. O longa mostra as aventuras de uma avó e sua neta para libertar o chefe da família, detido por forças curdas.

O júri também premiou o francês Mathieu Amalric como melhor diretor por “La Chambre Bleue”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave