Usuário de drogas é morto por 'mexer com mulher dos outros'

Além deste homicídio, neste domingo um homem foi morto com tiros por todo o corpo em Betim e um corpo carbonizado, provavelmente de um adolescente, achado carbonizado na região Norte da capital

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Um homem de 35 anos foi assassinado com cerca de oito tiros, na manhã deste domingo (30), em São Joaquim de Bicas, na região metropolitana de Belo Horizonte. Dois suspeitos foram detidos e confessaram o crime, alegando que o fizeram por a vítima ser usuária de drogas, mexer com mulher dos outros e ficar no dentro de vários bares arrumando desavenças.

Segundo a Polícia Militar (PM), o crime aconteceu por volta das 10h na rua Portugal, no bairro Marques Industrial 2ª Seção. A corporação recebeu uma denúncia anônima dando conta de que dois indivíduos armados estariam escondidos atrás de um veículo estacionado na via esperando que alguém que estava dentro de um bar saísse para roubá-la ou executá-la. 

Assim que a viatura chegou ao local, os militares já se depararam com a vítima caída no chão. Eles puseram o homem no veículo e o socorreram até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Igarapé, onde a vítima acabou não resistindo e falecendo mais tarde. 

Uma testemunha relatou ter visto o momento em que os suspeitos atiraram no homem, porém, não soube precisar qual deles o fez. Após buscas na região, a PM conseguiu apreender um adolescente de 17 anos e prender um coautor de 18.

O menor confessou ter efetuado os disparos alegando que, além de usar drogas, a vítima "mexia com a mulher dos outros" e sempre arrumava confusão nos bares da região. Os dois foram detidos em flagrante e encaminhados para a Delegacia de Plantão da cidade. 

Outros

Já por volta das 11h30, desta vez em Betim, também na grande BH, um outro homem de 35 anos foi morto com diversos tiros por todo o seu corpo. De acordo com a PM, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou o óbito na rua Dez, no bairro Cruzeiro do Sul. Familiares relataram à polícia que a vítima tinha envolvimento com tráfico e homicídio, sendo que recentemente ele estaria recebendo ameaças de morte.

A perícia da Polícia Civil (PC) também esteve na cena do crime e recolheu diversos cartuchos próximos ao corpo. Porém, devido ao grande número de perfurações, somente a autópsia responderá quantos tiros realmente atingiram a vítima. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Betim. 

Mais cedo, no bairro Granja Werneck, na região Norte de Belo Horizonte, um corpo foi encontrado carbonizado na rua Furquim Werneck, ainda segundo a PM. A vítima ainda não foi identificada, mas aparenta se tratar de um adolescente de cerca de 17 anos do sexo masculino.

A pessoa estava praticamente toda queimada, mas a corporação observou que haviam vários fios enrolados em diversas partes do corpo. Nenhuma perfuração foi encontrada na vítima. A ocorrência foi finalizada na Central de Flagrantes (Ceflan), no bairro Floresta, região Leste da capital.