Professor e veterinário são assassinados a facadas dentro de casa

A suspeita é que o crime tenha sido um latrocínio, o que surpreendeu até mesmo a polícia da cidade pela brutalidade com a qual foi cometido

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Um crime ocorrido entre a noite desse sábado (29) e a madrugada deste domingo (30) chocou os moradores de Nova Serrana, na região Centro-Oeste de Minas Gerais. Um médico veterinário conhecido na cidade foi assassinado e morto a facadas dentro de casa, por dois suspeitos que ainda não foram identificados pela polícia. Um professor que também estava na casa, foi igualmente esfaqueado, e acabou morrendo no hospital, na manhã deste domingo.

Segundo a Polícia Militar da cidade, o veterinário de 45 anos e o professor, de 31, estavam na casa do veterinário no bairro São José, quando os suspeitos invadiram o local. Testemunhas contaram aos militares que viram quando dois homens saíram do imóvel, mas eles ainda não foram identificados ou localizados. A caminhonete personalizada com a marca da clínica veterinária do profissional foi levada após o crime, mas o veículo foi encontrado na manhã deste domingo, segundo a Polícia Civil, que não deu detalhes sobre as circunstâncias em que foi encontrado. 

Após gritos de socorros vindo da casa durante a noite, os policiais chegaram ao local e se depararam com a casa toda revirada e o veterinário morto em um dos cômodos. Ele foi esfaqueado diversas vezes, assim como o professor, que ainda estava com vida quando os militares chegaram. O professor foi socorrido e chegou a ser levado para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII em Belo Horizonte, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu nesta manhã.

A suspeita é que o crime tenha sido um latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte. Ainda não foi levantado o que os suspeitos levaram, mas a forma com que o assassinato foi cometido, assustou até mesmo os militares da cidade. Câmeras de segurança de estabelecimentos vizinhos serão utilizadas para tentar identificar os suspeitos. A Polícia Civil irá investigar o caso. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave