Patrus não descarta ser nome à prefeitura: ‘A gente vê na hora’

Ao contrário do que aconteceu na disputa pelo governo de Minas, a sonhada unidade petista em torno de um candidato será bem mais difícil de se obter nas eleições de 2016

iG Minas Gerais |

O deputado federal eleito Patrus Ananias, ex-prefeito de Belo Horizonte e candidato derrotado por Marcio Lacerda em 2012, não descarta ser o candidato do PT ao comando da capital em 2016. Revigorado pela boa votação para a Câmara Federal, quando obteve quase 150 mil votos, ele diz estar focado no novo cargo, mas reconhece que se essa situação, de ser candidato, surgir mais à frente, é uma opção a ser analisada.

Patrus Ananias afirma não ter sido procurado por ninguém a respeito de um possível cargo no governo de Minas, como chegou a ser aventado. Para ele, a escolha dos nomes cabe ao governador eleito Fernando Pimentel (PT). Entretanto, ele avisa: “Ninguém me procurou, não houve nenhuma conversa, e não há nenhum movimento neste sentido. Mas, se depender de mim, fico na Câmara”, diz o ex-ministro, já fazendo planos para seu mandato.

Ao contrário do que aconteceu na disputa pelo governo de Minas, a sonhada unidade petista em torno de um candidato será bem mais difícil de se obter nas eleições de 2016. Um grupo expressivo trabalha fortemente pela candidatura do deputado federal Gabriel Guimarães. Entre seus apoiadores há até figuras de fora da legenda, como o presidente do Atlético, Alexandre Kalil. Por outro lado, há entre os mais próximos do governador Fernando Pimentel uma pré-disposição ao deputado Miguel Corrêa Junior (PT). Os dois são os mais cotados.

É em meio a essa disputa que grupos mais à esquerda, principalmente na juventude do partido, preferem o retorno de Patrus Ananias. Seja qual for o escolhido, terá trabalho para unir a legenda.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave