Botafogo de Ribeirão faz final para voltar à Copa do Brasil

O time de Ribeirão Preto decide contra o Santo André a final da Copa Paulista, que dá o direito do campeão participar do campeonato nacional

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Após 12 anos, o Botafogo, de Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo), está próximo de voltar a participar da Copa do Brasil, competição mais importante do futebol nacional depois do Campeonato Brasileiro.

O time ribeirão-pretano decide neste domingo (30), às 10h, no estádio Santa Cruz, contra o Santo André, a final da Copa Paulista, que dá direito ao campeão de participar da Copa do Brasil no ano que vem.

No primeiro jogo houve empate em 1 a 1. Agora, o Botafogo tem a vantagem de jogar em casa. Para levar o título basta vencer o adversário. Em caso de empate, a decisão vai para os pênaltis.

É a primeira vez que a equipe ribeirão-pretana disputa uma final do torneio, organizado pela Federação Paulista de Futebol e que reúne equipes, principalmente, do interior do Estado.

Nesta competição, o Botafogo só chegou à semifinal, em 2006 e 2009, sendo eliminado por Bragantino e Paulista, respectivamente.

O time pode acabar com um jejum de quase quatro anos sem títulos - o último, o de campeão do interior do Paulista, foi conquistado em 2010. O Botafogo já participou três vezes da Copa do Brasil, sendo eliminado em todas as oportunidades na primeira fase

Em 1999, o time de Ribeirão foi vencido pelo Bahia. No ano seguinte a queda foi diante do Internacional (RS). Já em 2002 a equipe perdeu para o Sport (PE).

A expectativa da diretoria é que 10 mil torcedores compareçam à final neste domingo. Os ingressos - que serão vendidos até a hora do jogo - custam de R$ 15 (para torcedores com a camisa do Botafogo, aposentados, estudantes e professores) a R$ 30.

NO ATAQUE Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (28), o treinador Alexandre Ferreira indicou que o Botafogo vai para cima do adversário para aproveitar a força da torcida. "Nós fizemos uma campanha com essa característica, de jogar na ofensiva, com uma marcação bem avançada. É natural que atuaremos dessa forma, em casa, com a torcida a favor", disse.

Já o técnico Ivan Izzo, que está há seis meses no comando do Santo André, mostrou preocupação com o clima quente de Ribeirão Preto. Ele afirmou que a partida deve ser desgastante e que a comissão técnica está preocupada em hidratar e alimentar bem os atletas.

A equipe do ABC faz a primeira decisão depois de quatro anos. A última foi contra o Santos, na final do Campeonato Paulista de 2010, que terminou com o time do litoral como campeão.