Descontos foram reais, mas problemas também

Sites que caíam, fretes caríssimos e prazos longos atrapalharam

iG Minas Gerais | Ana Paula Pedrosa |

Carregue se puder. Loucura total em loja do supermercado Extra em São Paulo
[CREDITO]ALEX SILVA/ESTADao conteúdo
Carregue se puder. Loucura total em loja do supermercado Extra em São Paulo

Entre os principais contratempos enfrentados pelo consumidor estavam prazo de entrega muito longo – até para janeiro de 2015 –, fretes muito caros e dificuldade para acessar os sites e concluir as compras. A aposentada Antônia Souza pesquisou durante duas semanas o preço de uma lava louças. Ontem, encontrou o produto com o preço reduzido em 20% , mas gastou quase duas horas para conseguir comprar. “Primeiro, eu não conseguia acessar o site. Depois, colocava o produto no carrinho, mas ele sumia. Aconteceu também de aparecer no carrinho com um preço maior do que o da oferta. Depois de muitas tentativas, finalmente, comprei”, relata.

Diante da dificuldade, ela desistiu de comprar um brinquedo em outro site. A estudante Renata Barbosa desistiu de uma compra porque o frete era mais caro do que o produto. “Eu ia comprar um pacote de fotos por R$ 9,90, mas o frete saía por R$ 13,90”, conta.

Reclamações. O site Reclame Aqui, canal online para queixas, registrou 7.600 reclamações até as 18h30 entre as 320 empresas cadastradas nos portais que aderiram à Black Friday – horas antes de o evento acabar. No ano passado, durante toda a promoção, foram 8.500 reclamações entre as 245 empresas (sendo 65 lojas físicas) que participaram da data. As empresas que lideraram o ranking de queixas até esse horário eram Americanas.Com, Submarino, Saraiva, NetShoes e Kabum!. A expectativa é fechar em 12 mil queixas neste ano.

Problemas

Congestionamento. Sites instáveis ou que saíam do ar irritaram consumidores.

Frete. Algumas lojas aumentaram o preço do frete para “compensar” o desconto do produto. Em alguns casos, ele era mais caro do que o item adquirido.

Descontos. Os sites ofereciam descontos de “até” 80%, mas era preciso garimpar para encontrar a pechincha. Na maioria dos produtos, a queda de preços foi bem menor.

Prazo. Houve registro de prazo de entrega para 2015.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave