Oportunidade para avaliações

Titulares sentem o desgaste de 2014 e serão preservados para a partida da taça na última rodada

iG Minas Gerais | Bruno Trindade |

Reta final. Marcelo Oliveira quer fazer últimas observações pensando no próximo ano
NIDIN SANCHES / O TEMPO
Reta final. Marcelo Oliveira quer fazer últimas observações pensando no próximo ano

O Cruzeiro conquistou o Campeonato Brasileiro com duas rodadas de antecedência e, após a final da Copa do Brasil, terá apenas que cumprir tabela nas últimas duas rodadas da competição nacional. Apesar de o técnico Marcelo Oliveira ainda negociar a sua permanência no clube para o ano de 2015, o treinador já pensa na próxima temporada e enxerga as duas partidas derradeiras da temporada como uma espécie de laboratório para a equipe celeste no ano que vem.

A ideia do treinador, além de descansar os principais atletas, que vinham de uma maratona de jogos longa e intensa, é ver em ação jogadores que não vinham tendo muitas oportunidades. Ele quer ver o comportamento desses atletas em uma competição oficial, com alto grau de dificuldade como a Série A, para saber a melhor forma de utilizar as peças que tem no plantel no ano que vem.

Primeiramente, o comandante celeste frisou o caráter de observação como foco nos jogos restantes da Raposa neste ano. “Acho que é uma oportunidade de observação do técnico, de dar chance a novos jogadores, vendo-os atuar em jogos oficiais, o que é importante. Por isso, devemos deixar fora alguns jogadores que vêm jogando direto e levar outros, inclusive alguns da base. Vamos montar um time forte, tentar ganhar o jogo e observar os jogadores em um jogo oficial do Brasileiro não como teste definitivo, mas procurando intregá-los ao ambiente profissional”, afirmou o treinador.

Em seguida, Marcelo Oliveira ressaltou a importância de se manter focado sempre e de disputar um Campeonato Brasileiro para a carreira de qualquer jogador de futebol. “Ano que vem, eles vão estar aqui de qualquer forma. Mas é sempre bom jogar qualquer jogo de futebol muito atento, muito comprometido, muito concentrado. Eu sempre digo para o jogador que um jogo de futebol, ainda mais em um Campeonato Brasileiro, pode mudar a vida do profissional para o bem ou para o mal. Então, é necessário que a gente vá lá em Chapecó e cumpra muito bem o nosso papel, tentando uma vitória importante”, concluiu o comandante.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave