Cuidado anual com a saúde

Sem machismo: Homens de todas as idades estão sujeitos a doenças e devem buscar tratamento

iG Minas Gerais | Da Redação |

Alerta: Disfunções sexuais e câncer são algumas das doenças diagnosticadas em homens, diz Emílio Sebe
Lifemen/divulgação
Alerta: Disfunções sexuais e câncer são algumas das doenças diagnosticadas em homens, diz Emílio Sebe

O Novembro Azul, dedicado à saúde masculina, está chegando ao fim, mas as prevenções, que geram bem-estar e vida saudável aos homens, devem ser realizadas o ano todo. Por mais que muitos acreditem que é preciso ser forte, que homem não chora etc., é necessário deixar o machismo de lado e se submeter aos cuidados necessários.

  “Diferentemente das mulheres, a maioria dos homens não procura um médico. Esse quadro tem mudado um pouco, mas muitos homens são machistas, acreditam que não têm problemas de saúde, ignoram sintomas e empurram a marcação de consultas com a barriga. Isso pode prejudicar, e muito, a saúde dele. A saúde masculina precisa de uma atenção maior do que se imagina”, comenta o urologista Emílio Sebe Filho, diretor-médico da Lifemen no Brasil, clínica especializada em saúde masculina.   Câncer   De acordo com Sebe, dentre as diversas enfermidades que podem atingir os homens está o câncer de próstata, o segundo mais comum no país, atrás apenas do câncer de pele.   Segundo pesquisas, mais de 95% dos casos de câncer de próstata já se encontram em fase avançada, pois os pacientes só procuram auxílio após o aparecimento dos sintomas, o que dificulta o tratamento. O importante e ideal é que o exame preventivo seja feito regularmente.   Conforme estatísticas, a cada seis homens, um é portador da doença. A estimativa é que, em 2014, quase 69 mil novos casos sejam diagnosticados, ou seja, a descoberta de um caso a cada 7,6 minutos.   “E não só o câncer de próstata, outras doenças abrangem o universo masculino. Há casos de disfunção erétil, quando a ereção do homem não é plena, não é suficiente para a satisfação dele e da parceira. Há casos de ejaculação precoce, que também inviabiliza satisfação na relação sexual. São muitas doenças, a maioria acarreta baixa autoestima, baixa confiança, depressão, mas pode ser controlada com auxílio de especialistas”, diz Emílio Sebe Filho.   Segundo o urologista, qualquer homem pode apresentar problemas de saúde.   “Vinte, 30, 50, 80 anos. Não tem uma idade específica em que se deva ir ao médico. Todos os homens estão sujeitos a apresentar alguma doença, todos precisam se cuidar, procurar auxílio de um profissional. Se existe essa opção, por quê não fazê-la?”, questiona o médico.   Sigilo   Sebe diz ainda que, para todos homens, principalmente os que são mais reservados, há clínicas que oferecem atendimento e tratamentos somente para esse público, como é o caso da Lifemen.   “Na Lifemen o sigilo do paciente é respeitado. Há salas de espera individuais. Além disso, para que ele não tenha que passar pelo constrangimento de levar um pedido de exame a um laboratório, oferecemos serviço completo, atendimento diferenciado. Pode parecer bobagem para alguns, mas isso faz toda a diferença. O público masculino fica mais à vontade”, comenta Sebe.   Localizada em muitas cidades do Brasil (São Paulo, Santo André, Guarulhos, Campinas, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Brasília e Curitiba), a Lifemen é referência no assunto de saúde sexual masculina. A clínica conta com equipe médica profissional e ambientes adequados para atendimento. Todas as unidades possuem fácil acesso e total discrição em todas as etapas do atendimento. Informações no site www.lifemen.com.br.          

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave