Pelos caminhos que ligam China e Rússia

Em linha reta, passeio se assemelha a uma viagem de Belo Horizonte até Washington

iG Minas Gerais | Paulo Campos |

Kazan. Cidade é uma das mais bonitas de todo o trajeto
Paulo Campos
Kazan. Cidade é uma das mais bonitas de todo o trajeto

A viagem é longa. São cerca de 15 dias viajando por três países: Sibéria, Mongólia e China e quase 8.000 km percorrendo os trilhos da rota transiberiana, que é considerada a viagem das viagens. O passeio começa por Moscou, mas o trem atravessa 14 províncias, três repúblicas,16 rios, 94 túneis e 200 pontes. Para se ter uma dimensão do tamanho da viagem, é a mesma distância, em linha reta, de Belo Horizonte a Washington (EUA).

O Expresso Transiberiano (ou Transib) é um trem turístico de maio a junho e um vagão de passageiros nos outros meses do ano. São apenas duas classes – uma, econômica, e outra, de luxo. A diferença entre elas é uma cabine mais confortável, maior, com banheiro privativo e algumas amenidades, porém, duas vezes mais cara. No Transib, são 25 vagões, incluindo três restaurantes. Na classe econômica, cada vagão comporta nove cabines, um banheiro e um lavatório.

No trem, café da manhã, almoço e jantar são realizados por turnos, que devem ser respeitados rigorosamente. Durante a viagem, não há muito o que se fazer, portanto, é importante lembrar de levar a palavra cruzada e o baralho. Computador ou celular, só para jogos. Não há Wi-Fi a bordo ou qualquer sinal de telefonia.

Primeira parada

Kazan é a cidade mais antiga da Rússia e uma das mais bonitas de toda a viagem, na província do Tartasquistão.

O maior interesse nessa cidade de 1,5 milhão de habitantes, cortada pelo rio homônimo, é o Kremlin – toda cidade russa tem um, já que a palavra significa “fortaleza” – de cor azul e branco, a mesquita, a catedral da Boa Anunciação, a residência presidencial e a torre Siumbique. A curiosidade histórica é que Lênin estudou na universidade local. Já o interesse ali é percorrer o complexo do Kremlin e depois participar de um espetáculo interativo em uma típica vila tártara.

De volta ao trem, o turista tem a oportunidade de se deliciar com refeições tártaras. Mas é preciso um cuidado especial. O organismo precisa se adaptar ao fuso horário: como o trem avança para o leste a cada dia, o relógio avança e duas horas de sono são perdidas.

Quem leva

Operadora. Consulte seu agente de viagens e peça esse pacote para a Abreu.

Roteiro.São 16 dias passando por Moscou, Yekaterinburg, Ekaterinburg, Novosibirsk, Krasnoyarsk, Irkutsk e visita ao lago Baikal, Ulan-Ude, Ulan Bator, Dunhuang e Pequim.

Inclui. Aéreo, traslados, nove noites de alojamento a bordo do Trans Siberian Express e uma noite a bordo no Comboio Chinês em cabine de primeira classe e quatro noites de alojamento em Moscou, Ulan Bator e Pequim no regime pensão completa (desde o almoço do segundo dia até o jantar do 14º dia), visitas a pontos turísticos, guias em português, inglês, alemão, francês e espanhol.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave