Ceni desiste de aposentadoria e vai jogar Libertadores pelo São Paulo

O anúncio foi feito nesta sexta-feira, pelo presidente do clube, Carlos Miguel Aidar; contrato com o goleiro foi renovado até agosto de 2015

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Rogério Ceni celebra vitória tricolor com a torcida paulista
Site oficial/Divulgação
Rogério Ceni celebra vitória tricolor com a torcida paulista

Acabou o mistério. O goleiro Rogério Ceni finalmente se decidiu sobre o seu futuro, que será a permanência no São Paulo para  a temporada 2015. O anúncio sobre a desistência da aposentadoria do arqueiro foi feito pelo presidente do clube na manhã desta sexta-feira, pelo presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, durante evento lançamento da camisa comemorativa pelos mais de 25 anos de carreira de Ceni.

De acordo com Aidar, a conversa entre a diretoria do São Paulo e o jogador foi bem rápida e acordo foi feito já que todos queriam a permanência dele no clube. “Na verdade queríamos que ele ficasse e ele queria ficar. Tudo acabou bem e a camisa lançada hoje será usada no seu dia a dia", afirmou o mandatário.

A incerteza sobre a aposentadoria de Ceni gerou até uma polêmica com a patrocinadora do time. Há algumas semanas, a Penalty havia anunciado um evento de despedida do arqueiro, mas o clube não gostou da ação e chegou a levantar a possibilidade de um processo judicial contra a marca. 

O contrato de Rogério com o clube paulista foi prorrogado para até agosto de 2015, assim o arqueiro comandará o time na disputa pela Taça Libertadores do ano que vem. "Se vencermos a Libertadores, certamente renovaremos o contrato até o Mundial. A conversa da renovação demorou exatos três segundos", garantiu Aidar.

Um dos motivos que pode ter levado Ceni a desistir da aposentadoria foi a vontade de conquistar um título com o São Paulo, antes de “pendurar as luvas”. Objetivo que não foi alcançado em 2014, quando a equipe tricolor não conseguiu vencer nenhum dos campeonatos que disputou: Paulista, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Sul-Americana.

A aposentadoria de Rogério Ceni também deu margem para especulações sobre um goleiro substituto e o nome mais cotado era o de Jefferson, arqueiro titular da seleção brasileira e do Botafogo. Porém Aidar garantiu que quando Ceni se aposentar, o reserva Denis será o titular da posição.

Durante a coletiva de imprensa, o presidente do São Paulo também afirmou que o adiamento da aposentadoria de Rogério não vai incomodar Denis. “Vamos conversar com o Denis. Não há problema para ele. Ele será nosso goleiro no futuro", concluiu.