Lojas de maconha no Colorado oferecem descontos na Black Friday

Dono da loja, Ryan Fox, disse que a ação é para atrair novos compradores e chamar atenção; é a primeira Black Friday no Estado desde a legalização da maconha recreativa para maiores de 21 anos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Só os primeiros 16 clientes da Grass Station nesta sexta (28), sábado (29) e domingo (30) conseguirão o desconto
Mashable / Reprodução
Só os primeiros 16 clientes da Grass Station nesta sexta (28), sábado (29) e domingo (30) conseguirão o desconto

Lojas de maconha no Colorado também estão participando da Black Friday nos EUA, oferecendo descontos na compra da droga --é a chamada "Green Friday".

Uma loja em Denver, capital do Colorado, chegou a baixar o preço de cerca de 28 gramas de maconha de US$ 250 para US$ 50.

Porém, a oferta é limitada: só os primeiros 16 clientes da Grass Station nesta sexta (28), sábado (29) e domingo (30) conseguirão o desconto.

O dono da loja, Ryan Fox, disse que a ação é para atrair novos compradores e chamar atenção.

Com a mesma intenção, outro estabelecimento, também em Denver, vai vender maconha em formato de árvore de Natal.

É a primeira Black Friday no Estado desde a legalização da maconha recreativa para maiores de 21 anos, em 1º de janeiro, e as lojas quiseram aproveitar a data para impulsionar as vendas --assim como as indústrias tradicionais.

"Nós não queremos ficar para trás", disse Ryan Pratt, gerente da Boulder's Helping Hands Herbals, ao USA Today, que preparou descontos para a data.

Alimentos com maconha também tiveram versões especiais para o feriado.

Uma das maiores fabricantes, a Sweet Grass Kitchen, estreou uma nova torta de abóbora em miniatura que contém a mesma quantidade de maconha que um cigarro de tamanho médio.

A Black Friday é realizada sempre após o Dia de Ação de Graças, feriado importante nos Estados Unidos.

"É um evento estressante e as pessoas podem precisar relaxar depois", disse a diretora de vendas da Organic Alternatives, Maka Kala'i.

Segundo a rede de TV americana CBS, a indústria legal de maconha no Colorado já gerou US$ 50 milhões em impostos e taxas para o Estado.

Leia tudo sobre: Polêmica'Green Friday'promoçõesmaconhaColoradoEstados UnidosVendasMundo