Empresas são alvo de operação

Rede de distribuição de alimentos teria faturado R$ 1 bilhão nos últimos quatro anos com sonegação de impostos

iG Minas Gerais |

Sonegação. 
Policiais civis atuam na operação na empresa suspeita
Uarlen Valério
Sonegação. Policiais civis atuam na operação na empresa suspeita

Duas empresas de uma rede de distribuidora de alimentos com sede em Contagem foram denunciadas pelo Ministério Público pela sonegação de R$ 250 milhões em quatro anos em Minas Gerais. Na manhã da última quinta-feira (27), policiais civis e representantes do MP e da Receita Estadual realizaram uma operação no local em buscas de mais provas.

As empresas, localizadas no bairro Fonte Grande, teriam faturado cerca de R$ 1 bilhão desde 2010. Foram expedidos 12 mandados de condução coercitiva, em que a pessoa é levada para prestar esclarecimentos, e três mandados de busca e apreensão.

“Estamos investigando as empresas há dois anos. Durante outra operação de sonegação, em 2013, conseguimos mais informações para que pudéssemos chegar ao caso desta quinta-feira. Estamos recolhendo os documentos e alguns funcionários prestarão depoimentos”, explicou o delegado Denilson Reis Gomes.

O dono das empresas foi procurado em sua casa, em um condomínio de luxo em Nova Lima, mas não foi localizado. Ele é considerado um dos maiores sonegadores do Estado. O MP investiga os crimes de falsidade ideológica, sonegação fiscal, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave