‘Escola da Inteligência’ será implantada no próximo ano

iG Minas Gerais |

Com o lema “Bem-vindo ao aconchego e ao comprometimento”, o Colégio Paulo Freire enxerga a parceria família-escola-aluno como a ideal na formação dos alunos. “E uma sociedade em que pai e mãe trabalham fora, cada dia mais a escola é parceira na formação além dos conteúdos didáticos”, diz Maria Adair.

Para o ano letivo de 2015, o colégio prepara algumas novidades e já adianta que deve introduzir para alunos de 4 à 14 anos de idade, o projeto de formação de mentes brilhantes, por meio da inteligência socioemocional proposta pela “Escola da Inteligência”, do Dr. Augusto Cury. Com esse programa inserido na grade curricular em uma aula por semana, os alunos terão acesso não apenas a uma educação que retrata milhões de dados sobre matemática, língua e outras matérias, mas também ferramentas notáveis para serem pensadores.

“A ideia é fazer com que eles se coloquem no lugar dos outros, aprendam a expor, e não impor suas ideias, reciclem seus medos, desenvolvam empreendedorismo, previnam a ansiedade, construam projetos de vida e tenham disciplina para alcançá-los. Embora sejamos pioneiros desse programa em Minas Gerais, esse método não é infalível, mas certamente propiciará condições para que nossos alunos aprendam a serem autores da sua história e a construirem seu próprio legado”, finaliza.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave