Maioridade com frescor

Da parceria com chefs da cidade, sorvetes gastronômicos inusitados marcam memória afetiva dos clientes

iG Minas Gerais | Lygia Calil |

Juliana Scucato, chef à frente da Easy Ice, é a única pessoa que conhece todas as receitas da casa
leo fontes
Juliana Scucato, chef à frente da Easy Ice, é a única pessoa que conhece todas as receitas da casa

Em uma tarde quente da semana passada, a chef da Easy Ice, Juliana Scucato, falava pelo telefone com o Gastrô para acertar os detalhes de uma visita que o caderno faria à sorveteria, enquanto zapeava a televisão. A certa altura da conversa, calou-se por um instante, prestando atenção a um comercial que anunciava o lançamento nacional de uma linha de sorvetes de queijo com goiabada. Em um tom entre o riso e o desdém, comentou: “Grande novidade. Faço sorvete de queijo há pelo menos 16 anos”.

Entre queijos (do minas ao gorgonzola), manjericão e outros criados para eventos ou que duraram algumas temporadas nos freezers, como foie gras, água de rosas, mel trufado, agrião e açafrão, a Easy Ice comemora 18 anos de mercado neste mês. É o bastante para ter o nome marcado na memória afetiva de muita gente.

Ao todo, são mais de 300 sabores, em uma história que se confunde com a da fundadora, uma psicóloga que se meteu a sorveteira e cujo sobrenome italiano cedeu o lugar à empresa: hoje, é mais conhecida como Juliana “da Easy Ice”.

“Ela é um tipo raro de empresário que consegue imprimir no negócio parte da própria personalidade”, avalia o chef Américo Piacenza. Dessas vicissitudes, a chef Agnes Farkasvolgyi destaca duas características que acabaram separando a marca das demais: “pioneirismo e criatividade”.

Voltando ao início das atividades da sorveteria em Belo Horizonte, em 1996, o DNA pioneiro já estava por lá, presente em sabores do Norte e Nordeste totalmente exóticos para o paladar do mineiro na época. Trazidos de Belém (PA) pelo engenheiro Afonso Mesquita de Melo, sócio da casa, muitos ainda continuam no cardápio, como tapioca, cupuaçu e açaí.

Juliana faz questão de dividir os créditos das criações com chefs de cozinha que se aproximaram da empresa . “A partir do Humberto Passeado, que foi o primeiro, muitos chefs começaram a me pedir sabores diferentes. Vivemos uma época de efervescência na gastronomia, com ingredientes novos, sabores diferentes. Eles me traziam essas coisas e eu ia estudar para saber do que se tratava. No fim, tudo virava sorvete”, relembra ela.

Falando do próprio trabalho com leveza, Juliana soa como se a tarefa de comandar uma empresa familiar fosse fácil. “Todos os dias, enfrento um monte de problemas que ninguém vê. Mas quando alguém me liga e pede um sorvete ‘para amanhã’, me desespero, corro e, no final, mesmo já tarde da noite, fico alegre. De alma sou psicóloga, de vida, sorveteira”, afirma. "Um dos meus maiores orgulhos é saber que eu eduquei os paladares dos clientes. Na semana passada, me emocionei com uma garotinha de 9 anos que veio para a porta da loja esperar abrirmos. Ela não queria comprar um sorvetão de chocolate ou creme. Veio querendo limão com flor de laranjeira. Isso é uma conquista para mim" completa ela.

Gastronômico

Os sabores diferentes da Easy Ice permitem que se criem pratos a partir deles. A pedido do Gastrô, o chef Américo Piacenza criou combinações simples que colocam os gelados em evidência. Inspire-se nos pratos e crie as suas: 1. Crostini de brie com sorvete de amora 2. Sorvete de paçoca com hortelã e chocolate meio-amargo 3. Salada de brotos com sorvete de manjericão 4. Abobrinha com sorvete de manjericão 5. Canapé de massa de lasanha com requeijão, beterraba e sorvete de cambuci

Sabores que entraram para a história

Açafrão Agrião Água de rosas Azeite Azeitona Canela* Caramelo salgado* Chocolate AMMA* Coentro Foie gras Gorgonzola Limão com flor de laranjeira* Manjericão* Mel trufado Rosas colombianas Pepino Pequi Queijo minas* Tangerina com gengibre* Tapioca* Vinho do Porto (*) Disponíveis nas lojas

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave