“Cansaço influenciou na derrota”, afirma Ceará

Jogador lembra que enquanto Raposa usava titulares no Brasileiro, rival poupava equipe para decisão da Copa do Brasil

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Guerreiro dos Gramados/Reprodução
undefined

No fim da temporada, com muitos jogos consecutivos e em busca de todos os títulos possíveis, os jogadores do Cruzeiro estão terminando o ano com um desgaste físico muito grande. Esse foi um dos fatores apontados pelo lateral-direito Ceará para a derrota para o Atlético e o adiamento do sonho de conquistar, pela segunda vez, a Tríplice Coroa.

O jogador lembrou que, enquanto a Raposa escalava o seu time principal para seguir na liderança e garantir o título da Série A de forma antecipada, o alvinegro poupava seus titulares para as partidas decisivas da Copa do Brasil.

“A parte física faz uma grande diferença. Podemos ressaltar que o Cruzeiro jogou cinco jogos, nos últimos dias, com caráter de final, porque nosso foco era os dois campeonatos. Tínhamos que manter a liderança do Brasileiro e isso é sempre muito difícil. Mas conseguimos o título. O Atlético, antes das duas partidas finais, poupou os titulares e jogou o Brasileiro com a equipe reserva. Eles ainda atuaram no sábado e nós jogamos domingo os dois jogos antes da decisão. Isso, obviamente, pesa muito dentro de campo porque a cabeça quer fazer uma coisa, mas o corpo não acompanha. Infelizmente, ocorreu isso com a nossa equipe”, declarou.

O jogador deu os parabéns ao Atlético pela conquista e também ressaltou o feito celeste com a conquista do tetracampeonato. “Temos que parabenizar o Atlético porque, estrategicamente, foi feliz em poupar os jogadores porque no Campeonato Brasileiro eles não tinham chance de título. E o Cruzeiro está de parabéns porque foi campeão brasileiro duas vezes seguidas, tetracampeão. Infelizmente, não conseguimos reverter o placar”, concluiu.

Leia tudo sobre: CruzeiroRaposaCearádesgastecansacoinfluenciaresultadofinalCopa do Brasil