Educadores entregam ao MEC publicação com demandas para o setor

Entre as demandas dos docentes está a construção de um plano de carreira para o magistério da educação básica e melhor remuneração para os professores de todos os níveis de ensino

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Alex de Jesus
undefined

Um livro com propostas para aprimorar a educação pública brasileira foi entregue nesta quinta-feira (27) por integrantes do Movimento Educação em Nossas Mãos ao ministro da Educação, Henrique Paim. Financiamento, gestão, formação continuada dos profissionais e garantia de continuidade das políticas públicas de educação exitosas estão entre os itens propostos pelo movimento e elaborado com a participação de docentes de 15 estados.

Com o livro Vozes de Educadores Brasileiros, a intenção é sugerir as melhorias aos governantes eleitos. A falta de continuidade das políticas de educação motivada pela troca de governos é um dos itens que está presente no livro e, na avaliação da representante do Educação em Nossas Mãos, Cybele Amado, é um fator prejudicial para a educação pública no país. “Quando muda prefeito, governador, até presidente, há uma descontinuidade técnica. Quando vamos mudar isso? Há programas que realmente são efetivos e somem de uma hora pra outra. É preciso ter algo que garanta a continuidade do que tem qualidade”, avalia Cybele Amado.

Entre as demandas dos docentes está a construção de um plano de carreira para o magistério da educação básica e melhor remuneração para os professores de todos os níveis de ensino. A infraestrutura é citada com o pedido de garantia de material pedagógico de qualidade e ambiente físico adequado. A formação inicial e continuada é outra demanda apresentada.

Outro item é a adequação do currículo escolar com a adoção de conteúdos que dialoguem com a realidade social e cultural dos alunos, contribuindo assim para a permanência dos jovens na escola. No campo da gestão estão entre as propostas a instituição de eleição para diretor escolar e a garantia de participação dos professores na elaboração das políticas públicas do setor.

“É preciso que o professor seja um protagonista e tenha seu lugar valorizado. Quem vai transformar a educação no Brasil são os professores. Todas as políticas e lutas que temos são importantíssimas, mas quem vai fazer as transformações são esses profissionais que estão em sala da aula”, disse a representante do Movimento Educação em Nossas Mãos.

Quatro integrantes do movimento participaram da reunião com o ministro Henrique Paim e, segundo eles, pediram que o livro seja entregue à presidenta Dilma Rousseff. 

Leia tudo sobre: Educação PúblicaMECMovimentoEducadoresProfessoresPropostasMelhoriaSetorGovernantesDemandasBrasilPolíticaEconomia