Presos estelionatários que se passavam por funcionários de bancos

Suspeitos agiam em agências do centro da capital; somente em uma delegacia foram feitas 80 denúncias contra eles; prejuízo ainda não foi calculado

iG Minas Gerais | Raíssa Pedrosa/Gustavo Lameira |

Três homens foram presos por crimes de estelionato em Belo Horizonte. O trio agia em diversas agências bancárias do centro da capital, ofereciam ajuda e, assim, faziam suas vítimas.

De acordo com o delegado Marcelo de Andrade Paladino, apesar de se conhecerem, os suspeitos atuavam de forma aleatória e por isso não foi caracterizado o crime de formação de quadrilha. Eles foram detidos no último sábado (22) e apresentados à imprensa na tarde desta quinta-feira (27), no 1º Departamento de Polícia da Capital.

Os homens e apresentavam bem vestidos, simulando ser funcionários do atendimento, mas sem os coletes "Posso ajudar". Daí, eles sugeriam aos clientes que mudassem a senha dos cartões, fazendo com que os mesmos digitassem a nova sequência como se estivessem colocando na tela a data do dia. Outra forma de pegar a senha, era ficar atrás dos clientes, e observá-los enquanto operavam as máquinas. A troca dos cartões se dava no momento em que os suspeitos pegavam o cartão da vítima, com a desculpa de conferir qualquer dado, e devolviam um dos muitos cartões semelhantes apreendidos com o trio.

A Polícia Civil não tem informações de como eles adquiriram os cartões. Também não há confirmação de que funcionários do bancos participassem do esquema. As ações se davam principalmente à noite, aos sábados e domingos. O prejuízo ainda não foi calculado. 

O trio era investigado há quatro meses. Somente na 4ª Delegacias de Polícia Civil, vinculada ao 1º Departamento de Polícia da Capital, foram registradas 80 ocorrências contra eles, desde janeiro. A expectativa é que com a divulgação do caso pela imprensa novas vítimas apareceram. Denúncias semelhantes foram feitas na região de Venda Nova e ainda serão investigadas.

Os suspeitos estão presos no Ceersp da Gameleira. As penas para o crime de estelionato podem variar de um a cinco anos de prisão. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave