Corregedoria da PC investigará delegado que atirou contra prédio

Caso aconteceu na madrugada desta quarta-feira (26) no bairro São Luiz, pouco após o fim da partida que deu o título da Copa do Brasil ao Atlético

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

A Corregedoria da Polícia Civil (PC) investigará o delegado suspeito de efetuar disparos na rua de sua casa, no bairro São Luiz, na Pampulha, após se irritar com torcedores atleticanos que celebravam a conquista da Copa do Brasil, na madrugada desta quarta-feira (26). A informação foi confirmada pela instituição na tarde desta quinta-feira (27). 

Segundo a assessoria de imprensa da PC, a ocorrência registrada pela Polícia Militar (PM) só foi finalizada no fim da manhã desta quinta. Com isso, o caso foi entregue na 3ª Delegacia Noroeste e em seguida despachado para a Corregedoria, que fará as apurações sobre as irregularidades cometidas pelo policial.

Conforme foi adiantado por O TEMPO na madrugada desta quarta,  uma moradora da rua Carlos Alves, que preferiu não ser identificada, denunciou que um policial que torce para o Cruzeiro teria chegado em casa e foi zombado por rivais que faziam uma festa na cobertura de um edifício, localizado em frente à sua residência. "É um absurdo uma coisa dessas por causa de futebol. O problema é que isso provavelmente não vai dar em nada só por ele ser policial. Por isso resolvi procurar a imprensa", afirmou.

Ainda segundo a mulher,  a PM foi acionada e esteve no local, tendo inclusive recolhido cápsulas que teriam saído da arma do delegado. "Além de tudo ele já tem um histórico violento aqui na rua. Já matou o cachorro de um vizinho com tiros porque não parava de latir, já atirou para o alto por causa de barulho, são muitos os casos", explicou a moradora.

A reportagem ainda entrou em contato com uma outra moradora do prédio que foi alvo dos disparos. "É só coisa de futebol mesmo, rivalidade. Mas uma coisa é certa, esses atleticanos da cobertura estavam fazendo uma farra mesmo, mexendo com todos os cruzeirenses que passavam na rua, provocando mesmo lá de cima", argumentou a outra moradora.

Leia tudo sobre: delegadofreitassão luiztirosatleticanosfestacomemoraçãocruzeirense