Parlamento Europeu aprova pedido de divisão de atividades do Google

Órgão não tem o poder de dividir uma companhia, mas aumenta a pressão sobre reguladores antitruste do continente para tomar medidas mais duras contra a empresa americana

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O Parlamento Europeu aprovou na manhã desta quinta (27) uma moção que propõe separar as atividades de busca do Google na Europa do resto de suas operações, com o objetivo de frear o domínio da empresa americana no mercado de busca na internet.

O órgão não tem o poder de dividir uma companhia, mas aumenta a pressão sobre reguladores antitruste do continente para tomar medidas mais duras contra a empresa americana. A resolução foi aprovada com 384 votos a favor, 174 contra e 56 abstenções.

Políticos e companhias europeias tem reclamado que o domínio do Google no mercado de buscas permite que a empresa promova os seus próprios serviços em detrimento dos rivais.

A moção pede à Comissão Europeia que considere propostas para descompactar os motores de busca de outros serviços como uma solução de longo prazo, para tornar mais competitivo o campo de jogo.

Direito de ser esquecido

O Google já enfrenta duras críticas na Europa por suas políticas de privacidade. Uma decisão judicial tomada neste ano deu aos cidadãos europeus o "direito de ser esquecido" por ferramentas de busca --ou seja, reivindicar a sites que oferecem este tipo de serviço que retirem links com informações que possam ser prejudiciais ou não são pertinentes.

Em setembro, o Google divulgou ter recebido 120 mil solicitações de europeus que querem "ser esquecidos" pelo site.

Na quarta (26), um grupo de proteção de dados da União Europeia defendeu que a resolução deveria ser expandida para endereços com final ".de" e ".fr" no lugar do tradicional ".com".

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave