Egídio reconhece superioridade do Galo, mas lembra “somos tetra”

Lateral do Cruzeiro também afirmou que a equipe estrelada não deve ficar triste, pois faturou o Brasileirão novamente

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Final mineira da Copa do Brasil 2014 configura o maior clássico da história de Cruzeiro e Atlético
Joao Godinho/O Temp
Final mineira da Copa do Brasil 2014 configura o maior clássico da história de Cruzeiro e Atlético

O sonho do Cruzeiro de conquistar novamente a Tríplice Coroa foi interrompido pelo seu rival Atlético, que acabou faturando a Copa do Brasil, após novamente derrotar a equipe celeste, nesta quarta-feira, no Mineirão, desta vez pelo placar de 1 a 0. No jogo de volta, os jogadores celestes ficaram muito nervosos, erraram muitos passes e por isso não conseguiram reverter a vantagem de 2 a 0 construída pelo Atlético, no primeiro duelo da finalíssima. Após a partida, o lateral-esquerdo Egídio reconheceu que o time alvinegro foi melhor e mereceu o título.

“Ninguém pecou. Eles (Atlético) foram superiores nos dois jogos, querendo ou não”, afirmou.

Mas a tristeza pela perda do título da Copa do Brasil parece não ter tomado conta dos jogadores do Cruzeiro. Afinal, a equipe celeste conquistou no último domingo e tetracampeonato Brasileiro e o bi seguido, feito inédito na história do clube, já que o time de Marcelo Oliveira também havia levado o troféu do nacional no ano passado. E mesmo com o revés para o Galo, Egídio fez questão de lembrar que o time estrelado faturou o tetra.

“O importante é a gente não abaixar a cabeça, porque o campeonato mais importante do Brasil é o Brasileiro, e nós somos tetra. É isso que vale. Isso (a derrota) não é motivo para ficar triste, temos é que comemorar porque somos tetra”, desabafou o lateral.

Com as respectivas conquistas, tanto Atlético, quanto Cruzeiro estão classificados para a Libertadores de 2015. Como o time celeste foi campeão na 36ª rodada do Brasileiro, ou seja, faltando ainda dois jogos para o término do campeonato, a Raposa irá receber a taça de campeão apenas naO sonho do Cruzeiro de conquistar novamente a Tríplice Coroa foi interrompido pelo seu rival Atlético, que acabou faturando a Copa do Brasil, após novamente derrotar a equipe celeste, nesta quarta-feira, no Mineirão, desta vez pelo placar de 1 a 0. No jogo de volta, os jogadores celestes ficaram muito nervosos, erraram muitos passes e por isso não conseguiram reverter a vantagem de 2 a 0 construída pelo Atlético, no primeiro duelo da finalíssima. Após a partida, o lateral-esquerdo Egídio reconheceu que o time alvinegro foi melhor e mereceu o título.

“Ninguém pecou. Eles (Atlético) foram superiores nos dois jogos, querendo ou não”, afirmou.

Mas a tristeza pela perda do título da Copa do Brasil parece não ter tomado conta dos jogadores do Cruzeiro. Afinal, a equipe celeste conquistou no último domingo e tetracampeonato Brasileiro e o bi seguido, feito inédito na história do clube, já que o time de Marcelo Oliveira também havia levado o troféu do nacional no ano passado. E mesmo com o revés para o Galo, Egídio fez questão de lembrar que o time estrelado faturou o tetra.

“O importante é a gente não abaixar a cabeça, porque o campeonato mais importante do Brasil é o Brasileiro, e nós somos tetra. É isso que vale. Isso (a derrota) não é motivo para ficar triste, temos é que comemorar porque somos tetra”, desabafou o lateral.

Com as respectivas conquistas, tanto Atlético, quanto Cruzeiro estão classificados para a Libertadores de 2015. Como o time celeste foi campeão na 36ª rodada do Brasileiro, ou seja, faltando ainda dois jogos para o término do campeonato, a Raposa irá receber a taça de campeão apenas na última partida da competição, que será no dia 7 de dezembro, contra o Fluminense, às 17h, no Mineirão. última partida da competição, que será no dia 7 de dezembro, contra o Fluminense, às 17h, no Mineirão.