Em SP, preço ao produtor sobiu 230%

Os produtores de laranja da região também calculam perda de até 10% na safra. Sem água, as frutas ficaram menores e com menos suco

iG Minas Gerais |

RIBEIRÃO PRETO. Com metade da chuva prevista para o período, as lavouras de Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo) tiveram prejuízo de até 15% na safra do ano. Além disso, os efeitos da seca devem provocar queda e alterações na produção do próximo ano. Frutas produzidas na região, como o limão e a goiaba, cresceram pouco por falta de água. Com a pouca oferta das frutas, o preço pago aos produtores subiu até 230%.  

Os produtores de laranja da região também calculam perda de até 10% na safra. Sem água, as frutas ficaram menores e com menos suco. Se normalmente são necessárias 230 laranjas para encher uma caixa de 40,8 kg, neste ano foram necessárias cerca de 300, por causa do baixo peso. “Se pagaram R$ 10 por caixa, nosso custo para plantar e colher foi de R$ 15”, disse Flávio Viegas, presidente da Associação Brasileira de Citricultores.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave