Pelo menos 18 torcedores foram detidos no entorno do Mineirão

As ocorrências são de incitação à violência, posse de explosivos, usar camisa de uma torcida organizada banida pelo MP e, até mesmo, tentativa de entrar no estádio com colete de "Posso ajudar"

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Fernando Almeida / Webrepórter
undefined

Até o momento pelo menos 18 pessoas já foram presas pela Polícia Militar (PM) por crimes cometidos no entorno do estádio Mineirão, que será palco da grande final da Copa do Brasil entre o Cruzeiro e o Atlético. A maioria dos detidos descumpriram a ordem do Ministério Público e tentaram entrar para o jogo com camisas da torcida organizada Máfia Azul. 

Conforme a corporação, três ocorrências de apreensão de foguetes e de uma pessoa que tentou entrar no Mineirão com o colete de "Posso ajudar" estavam em andamento na delegacia no interior do estádio quando um grande número de torcedores detidos foram levados. A coronel Cláudia Romualdo explicou que o grupo de oito torcedores estava incitando a violência e vestidos com camisas da torcida organizada, que foi banida após registro de confrontos em uma das partidas deste ano. 

Pouco tempo depois outros sete torcedores foram presos também por incitação à violência e por portar explosivos. Um torcedor que foi vítima de furto também compareceu na delegacia para registrar a ocorrência, porém, ninguém foi preso pelo crime. 

Mais cedo, por volta das 19h, alguns torcedores atleticanos também haviam sido detidos com duas sacolas contendo foguetes. Os torcedores serão liberados para entrar no jogo e depois terão que comparecer em uma unidade da PM para reaver os pertences. 

Leia tudo sobre: presoscrimesmineirãoclássicodetidos