PM prende sete torcedores do Atlético que planejavam briga com rivais

Com os presos, a polícia encontrou pedaços de pau, barras de ferro, canivetes e uma arma de fogo, que seriam utilizados em um possível embate com cruzeirenses

iG Minas Gerais | DIEGO COSTA |

Objetos foram encontrados na sede da Galoucura, torcida organizada do Atlético
Divulgação PM
Objetos foram encontrados na sede da Galoucura, torcida organizada do Atlético

A Polícia Militar prendeu sete torcedores do Atlético, membros da Galoucura, que estavam com materiais que seriam utilizados em uma possível briga com cruzeirenses. A ocorrência foi no fim da manhã desta quarta-feira. De acordo com a PM, os indivíduos estavam na sede da torcida organizada, localizada no Bairro Dom Bosco, região noroeste de Belo Horizonte. 

 

Com o grupo, foram apreendidas pedaços de pau com cerca de um metro de comprimento, barras de ferro, um canivete e uma arma de fogo, calibre 38, além de quatro munições.

"Chegamos ao local por meio de uma denúncia anônima. Dos sete presos, quatro eram do Rio de Janeiro. Eles não confirmaram que os objetos seriam utilizados em um eventual confronto com torcedores rivais, mas pelos elementos apreendidos, a intenção era essa", destacou o tenente Henrique Rabello, do Batalhão Rotam. 

Os torcedores serão encaminhados para a Central de Flagrantes (Ceflan). Lembrando que Atlético e Cruzeiro se enfrentam na noite desta quarta-feira, às 22h, no Mineirão. A partida é válida pela final da Copa do Brasil. No estádio, haverá apenas cerca de 1.800 atleticanos, já que o mando de campo é da Raposa. 

Leia tudo sobre: torcedoresGaloucurapolícia militarprisãobrigamegaclássicoCopa o Brasil