App ajuda a poupar água, energia e dinheiro no banho

Aplicativo visa diminuir o tempo de uso do chuveiro

iG Minas Gerais | ludmila pizarro |

Argumento. 
Luiz Henrique de Castro Carvalho explica que aplicativo mostra quanto a pessoa ganhou
MARIELA GUIMARAES / O TEMPO
Argumento. Luiz Henrique de Castro Carvalho explica que aplicativo mostra quanto a pessoa ganhou

A certeza de que a água está se tornando um recurso cada vez mais escasso, e por isso, precioso, foi o principal motivador para o desenvolvimento do aplicativo SaveWater, que ajuda os usuários a economizarem água diminuindo o tempo debaixo do chuveiro. “Tomar banho ainda vai se tornar um ato cívico”, garante o idealizador do aplicativo, Luiz Henrique de Castro Carvalho. O SaveWater já está disponível para Android e seu download é gratuito. Uma versão para iOS estará pronta, segundo Carvalho, em janeiro do ano que vem.

O objetivo do aplicativo é reduzir o tempo do banho, que atualmente é em média de 15 minutos, para o mais próximo possível de cinco minutos. Para isso, o SaveWater deve ser acionado assim que se entra no banho. Passados os cinco minutos iniciais, ele irá emitir um sinal sonoro. “Assim avisamos que já está na hora de acabar”, explica Carvalho. Outro aviso sonoro é emitido dez minutos depois, mais estridente que o outro, caso o banho não tenha sido finalizado no aplicativo. Depois disso, um relatório vai mostrar, comparado com um banho de 15 minutos, quantos litros de água, quanto de energia e quantos reais foram economizados. Os relatórios podem ser semanais ou mensais. Convincente. “Sempre vi aplicativos que apontavam o quanto o usuário gastou. Isso não adianta, queria mostrar o quanto ele ganha, tanto economicamente, quanto ambientalmente”, explica. Segundo Carvalho, se cada belo-horizontino diminuir 25% seu consumo de água, será economizado um volume equivalente a cinco lagoas da Pampulha por ano. O dinheiro economizado também aparece nos relatórios. “Ele (SaveWater) identifica a cidade e faz os cálculos, considerando as tarifas de água e de energia da localidade”. O aplicativo é ligado ao perfil de Faceboook do usuário, que pode convidar os amigos a economizar água também. Analista de sistemas de formação, Carvalho tem conhecimento de causa, já que também é diretor de geração e transmissão da Cemig. “Tenho acompanhado as estiagens nos últimos anos em todo o país. O que percebemos é que as chuvas não conseguem mais repor a quantidade de água necessária para mantermos o atual consumo. Soma-se a isso uma cultura de gastar água demais. Temos que repensar o uso desse recurso. Por isso resolvi desenvolver o aplicativo”, diz.

Novidades Músicas. Mesmo sendo novidade, o SaveWater já tem melhorias sendo desenvolvidas. Entre elas estão uma versão em inglês e a inclusão de músicas para serem ouvidas no banho.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave