PF prendeu mais de 6 pessoas por dia nos últimos dez anos

Não há um ano sequer em que o número de operações não aumente em relação ao ano anterior

iG Minas Gerais | Do Aparte |

Polícia Federal irá aumentar efetivo para garantir a segurança na Copa das Confederações
Divulgação/ Polícia Federal
Polícia Federal irá aumentar efetivo para garantir a segurança na Copa das Confederações
Enquanto o país acompanha todo o estardalhaço em torno da sétima fase da operação Lava Jato, que investiga aquele que pode ser o maior esquema criminoso já descoberto no Brasil, os números mostram que a Polícia Federal é cada vez mais ativa no país. Nos últimos dez anos, foram presas 24.135 pessoas, em 3.616 dias (considerando 2014 até 25 de novembro), o que gera média de 6,67 prisões por dia em operações da corporação. Neste período, não houve um ano sequer em que o número de operações não tenha aumentado em relação ao ano anterior. Em 2014, o ritmo é semelhante ao de 2013, o que pode até fazer com que um recorde de ações seja batido nesses 35 dias que ainda restam para a virada do ano. Até aqui, já foram 261 operações no ano, que resultaram na prisão de 1.974 pessoas. Em todo o ano passado, foram 296 operações, com 1.785 presos. Em 2012, haviam sido feitas 289 ações, com 1.676 detidos no total. A evolução do número de prisões nos últimos três anos contrasta com a queda experimentada a partir de 2011, quando houve uma reforma no Código de Processo Penal. A mudança instituiu alternativas ao encarceramento dos alvos da Polícia Federal, como medidas restritivas, com fianças milionárias, em vez de mandar prender os investigados. Significa dizer que ficou mais difícil obter ordem de prisão. Em 2011, haviam sido presas 3.293 pessoas pela Polícia Federal, um recorde histórico, em 284 operações realizadas. Em 2010, foram 252 ações; em 2009, 236; em 2008, 235; em 2007, 188; em 2006, 167; em 2005, 67 operações.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave