Estado investiga 19 casos suspeitos de febre Chikungunya

Até o momento, dois casos foram confirmados; Secretaria de Estado de Saúde reforça que os vetores transmissores da doença estão em mais de 80% dos municípios mineiros

iG Minas Gerais | Da redação |

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) está investigando 19 casos suspeitos de febre chikungunya em Minas Gerais. As cidades onde há mais registros são Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, com três casos, e Pedro Leopoldo, na região metropolitana de Belo Horizonte, com dois.

Os demais casos investigados são em Santa Luzia, Vespasiano e Ribeirão das Neves, na Grande BH, Itaúna, Bom Sucesso, Cláudio, Carmópolis de Minas e Pimenta, no Centro-Oeste do Estado, em Coronel Fabriciano e Ipatinga, no Vale do Aço, Pitangui e Pará de Minas, na região Central, e em São Lourenço e Wenceslau Braz, no Sul de Minas.

De acordo com o boletim divulgado pelo órgão na última sexta-feira, 44 suspeitas foram descartadas. Até o momento, dois casos foram confirmados, em Matozinhos e Coronel Fabriciano.

De acordo com a a SES-MG, o Estado de Minas Gerais possui os vetores transmissores da doença em mais de 80% dos municípios. Por isso, o órgão conta com a ajuda da população para combater a proliferação dos mosquitos.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave