Cruzeiro confirma saída do BMG; Galo espera eleição e vaga na Liberta

Clubes reabrem negociação com a Caixa Econômica Federal para o patrocínio master a partir de 2015

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

Atlético aproveita melhor as chances no clássico
DENILTON DIAS / O TEMPO
Atlético aproveita melhor as chances no clássico

Nesta temporada, Atlético e Cruzeiro mostraram seu poderio nacional tendo o lado celeste conquistando o Brasileirão e os dois clubes atingindo a final da Copa do Brasil. Contudo, uma importante mudança está sendo planejada nos bastidores das duas agremiações. O patrocinador master dos rivais, o banco BMG, informou à Raposa que não seguirá em 2015, fato que pode a acontecer com o Galo também.

A fusão do BMG com o Itaú tende a mudar a forma da empresa agir neste seguimento, deixando de lado os grandes patrocínios em marcas ligadas ao futebol, ou mesmo em outros esportes.

O espaço nas camisas de Atlético e Cruzeiro deve ser a Caixa Econômica Federal, que já tentou este avanço na última temporada em ambos os clubes.

"Houve um comunicado direto (do banco BMG) com o Cruzeiro, que foi encaminhado ao presidente comunicando que não tem interessa na renovação de contrato", disse o diretor comercial do Cruzeiro, Robson Pires.

"A gente á tem reunião marcada com a Caixa e com outras duas empresas que estamos deixando os nomes em sigilo. Então são três negociações em pauta; é questão de tempo para fechar", completou.

Ainda de acordo com o dirigente celeste, os contratos aumentarão de valor devido à valorização da marca Cruzeiro nos últimos dois anos.

"Serão contratos com grandes valores. Espero que até o fim do ano fecharemos isso aí. Com a valorização do Cruzeiro estamos falando em 40% e 50% de valorização das propriedades comerciais e o patrocínio é uma delas, mas tem também, por exemplo, licenciamento da marca e outras ações. A marca do cruzeiro é muito maior que há dois anos", explicou Pires.

O Atlético ainda não confirma esta mudança em seu patrocínio master. De acordo com o futuro presidente do clube, Daniel Nepomuceno (ele não tem adversário nas eleições), o Galo espera a realização das eleições e o fim da temporada para saber se o Atlético estará na próxima Copa Libertadores.

"Ainda não sentamos (para negociar) com o banco (BMG). Estamos avaliando todas as propostas. A única que está certa é a MRV (até 2017)", afirmou Nepomuceno.

"Estamos esperando a eleição; quando assumir a gente resolve tudo. "O time está também a dias de confirmar ou não a participação na Libertadores. Vamos esperar isso também", completou, confirmando contatos com a Caixa.

"Vamos avaliar a Caixa de novo, claro. Mas vamos com calma para ficar tudo certo", finalizou.

Leia tudo sobre: atleticogalocruzeiroraposabanco bmgbmgcaixapatrocinio