São Victor 'promete' Galo ofensivo e não deseja disputa de pênaltis

Para arqueiro alvinegro, time precisa utilizar aprendizado nos jogos contra Corinthians e Flamengo para levar título

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

Victor ajuda Goulart a se levantar do gramado
DENILTON DIAS / O TEMPO
Victor ajuda Goulart a se levantar do gramado

A cena de Victor pulando para seu lado direito após Riascos bater o pênalti está marcada na cabeça de todo torcedor do Atlético que vivenciou de alguma maneira aquele lance no Independência, assim como os outros milagres feitos pelo santo alvinegro. Mesmo com esta fama construída em 2013, o goleiro não deseja fazer o torcedor suar de apreensão novamente e espera levantar o título da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, sem disputas de pênaltis, sem sustos.

“Temos de estar preparados para tudo, para qualquer tipo de decisão. Isso (cobranças de pênaltis) é um ponto que tem de se preparar, tomara que não aconteça”, disse Victor, apontando que o fato dele e de Fábio não terem defendido um pênalti nesta temporada não faz nenhuma diferença caso eles sejam requisitados para este possível final de clássico.

“O fato de não ter pegado nenhum pênalti este ano não influencia para mim e para o Fábio”, completou.

Para garantir que o Galo não sofra o 2 a 0, placar que leva a decisão para os pênaltis, Victor “promete” uma equipe alvinegra ofensiva, assim como demonstrado durante as últimas temporadas. Este fato é uma lição tirada diante de Corinthians e Flamengo na Copa do Brasil, quando os adversários tinham esta vantagem, recuaram e sofreram derrotas históricas de 4 a 1.

“Primeiramente temos de aprender com o que fizemos. Não pode ficar como os adversários que tentaram segurar, amarrar o jogo. Não podemos jogar esperando o Cruzeiro, pois eles têm uma grande equipe. Temos de atacar também, pois é uma característica de nossa equipe. Temos de aprender com os erros dos adversários”, afirmou Victor.

Leia tudo sobre: sao victoratleticovitoriacruzeirosempenaltisfinalcopa do brasilmineirao