Homicídios por PM sobem 50%

O policial envolvido em homicídios e lesões corporais é detido na unidade prisional militar.

iG Minas Gerais | Joana Suarez |

O número de pessoas mortas por policiais militares em Minas Gerais já cresceu 50% mesmo antes de o ano acabar. De janeiro a setembro de 2014, foram 88 óbitos. Em todo o ano passado, 59. Os dados são da Corregedoria da Polícia Militar.

 

Neste ano, do total de 88 mortes no Estado, oito foram por militares fora de serviço. As demais ocorreram em confronto durante operações policiais. O balanço inclui casos em que o militar foi condenado por conduta ilegal e outros que agiram dentro das normas da corporação. Já o número de policiais mortos em operação no ano passado foi oito. De janeiro a setembro de 2014, seis.

“A gente faz um acompanhamento em toda ação policial em Minas. Tem caso que a corregedoria investiga, mas, quando não há desvio de conduta, é apurado pela unidade de serviço do militar, que tem autoridade de polícia judiciária”, afirmou o corregedor da PM, Renato Batista Carvalhaes.

Além da corregedoria, a apuração também é feita pela Promotoria de Direitos Humanos do Ministério Público, que pode receber denúncias sobre os casos e garantir que a investigação seja feita corretamente.

O policial envolvido em homicídios e lesões corporais é detido na unidade prisional militar. Só vai para presídio comum se perder a condição de militar por decisão judicial. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave