Adarico Negromonte se entrega à Polícia Federal em Curitiba

Suspeito foi apontado como "encarregado de transporte de valores em espécie" e "subordinado de Alberto Youssef [doleiro]", segundo decisão do juiz federal Sérgio Moro

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O último foragido da sétima fase da Operação Lava Jato da Polícia Federal, Adarico Negromonte Filho, se entregou na carceragem de Curitiba nesta segunda-feira (24) por volta das 11h15. Negromonte chegou de táxi à PF, acompanhado pela advogada que o representa. Ele é suspeito de ligação com o doleiro Alberto Youssef.

Adarico é irmão do ex-ministro das Cidades Mário Negromonte (PP). Ele foi apontado como "encarregado de transporte de valores em espécie" e "subordinado de Alberto Youssef [doleiro]", segundo decisão do juiz federal Sérgio Moro.

Carlos Alberto Pereira da Costa, representante da GFD Investimentos, empresa de fachada controlada por Youssef, disse que Adarico transportou "malas e sacolas" no escritório de Youssef.

"Quanto a Adarico, a representação não apresenta tantas provas, mas além do depoimento acima [de Carlos], o nome dele como responsável pelas entregas de dinheiro é informado em troca de mensagens telemáticas entre Youssef e seus clientes", escreveu Moro em sua decisão.