Homem é morto a golpes de martelo e tem o pênis cortado em Mantena

Vítima entrou a casa das suspeitas, que vivem juntas, para um programa sexual; ciúmes teria motivado o crime

iG Minas Gerais | Gustavo Lameira |

Duas mulheres foram presas por matarem a golpes de martelo e a facadas um trabalhador braçal de Mantena, no Vale do Rio Doce. O crime aconteceu dentro da casa das suspeitas de 41 e 49 anos, na rua Olegário Maciel, no centro. Elas são desempregadas, mantêm um relacionamento amoroso, e o ciúmes teria sido a causa do homicídio. A vítima também teve parte do pênis decepada.

Na tarde desse sábado (22), a Polícia Militar (PM) foi acionada por um vizinho, que contou ter visto uma das mulheres deixando o imóvel com as roupas sujas de sangue. Quando os militares chegaram ao endereço, a porta estava trancada, e do lado de dentro uma das suspeitas gritava que não abriria, e também ameaçava de morte qualquer pessoa que entrasse lá. Ela apresentava fala desconexa, e por isso a PM decidiu arrombar a porta.

Carlos Fernandes Moreira, 55, foi encontrado já sem vida, em um corredor de acesso à varanda. Caído de bruços, ele apresentava diversas perfurações no rosto, provocadas pela faca apreendida em baixo do corpo. O homem teve ainda o maxilar quebrado com um martelo, também apreendido, além de ter o saco escrotal e parte do pênis cortados por uma das mulheres. Uma quantidade de massa encefálica também foi percebida junto à poça de sangue.

Uma delas foi detida de imediato, e estava sob o efeito de drogas. "Ele queria morrer, ele pediu pra morrer, nós matamos ele. Ele queria transar com nós duas, mas ela é minha mulher, e não aceitei isso", gritava histérica a mulher, segundo a PM. A segunda suspeita se trancou no quarto, e também resistiu em abrir a porta. Quando decidiu sair do cômodo, estava despida e visivelmente alterada.

Carlos era conhecido de ambas, mas teria entrado na casa para fazer um programa sexual com apenas uma delas, o que provocou o ciúmes da companheira. As mulheres já têm passagens por tráfico de drogas, disse a Polícia.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Governador Valadares, e as suspeitas para a Delegacia Regional dessa cidade.

Leia tudo sobre: MantenapênismartelofacadasciúmesPM